Notícia

Negócios

quarta, 20 de fevereiro de 2019
País fecha janeiro com quase 260 mil novas empresas

Foto: Divulgação.

O Empresômetro, empresa brasileira de inteligência de negócios, identificou a abertura de mais de 259 mil empresas, somente no mês de janeiro deste ano.

Apenas no estado de São Paulos foram mais de 76 mil novos negócios, com o setor de cabeleireiros em primeiro lugar, com mais de 5,2 mil empresas formalizadas, comércio de roupas em segundo, com 3,2 mil e promoção de vendas em terceiro lugar.

"O estado de São Paulo, por ter uma economia de destaque e uma população em números vultosos, é previsível que tenha os maiores índices de abertura de empresas", explica o diretor do Empresômetro, Otávio Amaral.

Pelos dados fornecidos é possível ver que o comércio varejista cresce, mas o atacadista e os fabricantes estão estagnados, fruto de alta carga tributária, meios de produção automatizados e facilidade de importação de insumos e produtos prontos.

Em Minas Gerais e Rio de Janeiro o cenário é o mesmo, enquanto o varejo cresce, atacado e produção se mantêm. No estado mineiro foram abertas mais de 30 mil empresas e no estado fluminense pouco mais de 26 mil novos empreendimentos.

Segundo Amaral, a abertura de novos negócios tem a ver com a mudança de perfil do cidadão. "Há uma mudança da postura do brasileiro quanto ao emprego e o risco de se tornar um empresário. Hoje são outros os objetivos de uma pessoa, entre eles o de obter uma renda melhor trabalhando com o que sabe fazer, ou seja, o comportamento de poucos anos atrás, hoje é uma tendência".

Já no Paraná, o estado em quarto lugar no ranking, segue liderando o comércio de vestuário, com 913 estabelecimentos abertos só no mês de janeiro de 2019. "O Paraná é um estado muito ligado ao setor têxtil e, a exemplo de anos anteriores, segue a tendência de investir em lojas de vestuário e acessórios", pontua Amaral.

Veja abaixo os números por estado:

SAO PAULO - 76.775;

MINAS GERAIS - 30.643;

RIO DE JANEIRO - 26.034;

PARANA - 16.168;

RIO GRANDE DO SUL - 15.053;

BAHIA - 13.397;

SANTA CATARINA - 10.859;

GOIAS - 9.942;

PERNAMBUCO - 7.976;

CEARA - 7.568;

ESPIRITO SANTO - 5.851;

PARA - 4.912;

MATO GROSSO - 4.719;

DISTRITO FEDERAL - 4.604;

PARAIBA - 3.473;

MATO GROSSO DO SUL - 3.421;

RIO GRANDE DO NORTE - 3.077;

MARANHAO - 2.923;

ALAGOAS - 2.193;

AMAZONAS - 2.158;

PIAUI - 1.955;

TOCANTINS - 1.711;

SERGIPE - 1.669;

RONDONIA - 1.567;

ACRE - 487;

AMAPA - 373;

RORAIMA - 372.

Fonte: Bem Paraná